Eduardo Luiz Santos Cabette, Professor de Direito do Ensino Superior
  • Professor de Direito do Ensino Superior

Eduardo Luiz Santos Cabette

Guaratinguetá (SP)
1.968seguidores2seguindo
Entrar em contato

Sobre mim

Delegado de Polícia aposentado, Consultor Jurídico e Professor Universitário
Delegado de Polícia aposentado, Consultor Jurídico Criminal, Mestre em Direito Social, Pós – graduado com especialização em Direito Penal e Criminologia, Professor de Direito Penal, Processo Penal, Criminologia e Legislação Penal e Processual Penal Especial na graduação e na Pós-graduação da Unisal e Membro do Grupo de Pesquisa de Ética e Direitos Fundamentais do Programa de Mestrado da Unisal.

Comentários

(939)
Eduardo Luiz Santos Cabette, Professor de Direito do Ensino Superior
Eduardo Luiz Santos Cabette
Comentário · há 9 dias
Cara Marisa,
Nem eu nem nenhum outro professor ou qualquer pessoa do povo tem efetivamente como influenciar no processo legislativo. Não sou assessor jurídico parlamentar, nem ninguém jamais pediu minha opinião durante o processo legislativo, nem mesmo fui comunicado sobre o trâmite dessa ou de qualquer reforma legislativa. A única coisa que nos cabe, agora na condição de juristas, é interpretar e sim criticar os pontos fracos da lei (segundo nosso entendimento, que pode ser divergente de outras pessoas). É assim. Quanto a ser inócuo ou não esse trabalho, isso depende, pois algumas vezes reformas legais são feitas com base na crítica doutrinária. Apenas não compreendo o tom desagradavelmente e inutilmente cínico e irônico da sua mensagem. Parece que a Sra. está me confundindo, bem como a outros juristas, com algum deputado ou senador da república ou mesmo assessor jurídico parlamentar, o que não sou. Talvez faça isso por pura ignorância sobre o Processo Legislativo e as funções sociais de cada ator. Seria perdoável, se fosse isso. Mas, não parece. Vi seu perfil e consta como "Advogada". Então seria uma mínima obrigação sua conhecer o que pode fazer um professor, um jurista, um comentador, um deputado, um senador etc. Portanto, não compreendo de forma alguma a razão da sua deselegante postura. Apenas lamento.Ademais, minha titulação não é meu nome. Quem escreveu o trabalho fui eu, Eduardo e minha parceira, Bianca, não nossa titulação. A titulação, antes que faça alguma pergunta irônica, é colocada por exigência metodológica em artigos científicos, não por alguma forma de auto - promoção ou arrogância. É apenas o cumprimento de uma regra metodológica. Se fosse um simples estudante, constaria "Bacharelando em Direito" e o que vale sempre é a qualidade dos argumentos, a autoridade dos argumentos e não o argumento de autoridade. Realmente lamento que a Sra. tenha uma visão tão equivocada dos fatos.

Perfis que segue

(2)
Carregando

Seguidores

(1.968)
Carregando

Tópicos de interesse

(5)
Carregando
Novo no Jusbrasil?
Ative gratuitamente seu perfil e junte-se a pessoas que querem entender seus direitos e deveres

Outros perfis como Eduardo

Carregando

Eduardo Luiz Santos Cabette

Entrar em contato